fbpx
Beleza

Cabelo em transição: 4 métodos infalíveis que você vai amar

A transição capilar é um período difícil. Ter o cabelo com duas texturas, ondulada, cacheada ou crespa na raiz e lisa no comprimento deixa muitas mulheres infelizes e abala a autoestima. Por isso, muitas preferem cortar tudo, o famoso “big chop”. Acontece que esse corte também pode ser traumático, principalmente para quem gosta de ter cabelo grande. A boa notícia é que, com um pouquinho de paciência, dá para ajeitar os cabelos e ir cortando aos pouquinhos.

Leia esse texto até o final para ficar por dentro de algumas dicas que vão ajudar o seu cabelo em transição. Confira.

mulher com cabelo anelado
Reprodução/Pinterest

Faça o cronograma capilar

A regra do cronograma não vale só para a transição; cabelos sem química também se beneficiam enormemente. Porém, especialmente para quem está voltando às madeixas naturais, manter um calendário para hidratação, nutrição e reconstrução é extremamente benéfico. Primeiro, porque os cabelos com química são muito fragilizados. Assim, eles vão aproveitar os nutrientes das três etapas e crescerem com mais força. Segundo, porque ao ir cuidando especialmente da parte nova, sem química, você vai conhecendo o seu cabelo, sabendo do que ele precisa e aprendendo a mantê-lo saudável. Não são raras as mulheres que declaram que alisam há tanto tempo que nem sabem mais como é o cabelo natural. Ah, e não se esqueça da umectação. Os óleos são os melhores amigos dos cabelos. Eles hidratam, nutrem ou reconstroem os fios e o couro cabeludo. A massagem estimula o crescimento e assim, você passa por esse período mais rapidamente!

Aprenda a texturizar o cabelo em transição

Isa Mantini posando com produtos
Foto: Isa Mantini (Reprodução/Pinterest)

Quando os fios estão com duas texturas diferentes, é preciso utilizar algumas técnicas para tentar igualá-las da melhor maneira possível. Se você quiser estimular os cachos, pode usar produtos que segurem bem as curvas. Diversas marcas têm produtos específicos para o cabelo em transição, especialmente leave-in. Cremes de pentear, gelatinas, géis e mousses são ótimos para estilizar o cabelo. Faça combinações de acordo com o modo como o seu cabelo reage. Passe o produto escolhido e amasse bem ou faça dedo liss. A técnica da fitagem é ótima para espalhar bem os produtos nos fios e garantir que nenhum fique sem. Complete o processo secando o cabelo com difusor. Ele ajuda a definir ainda mais os cachos. Só não esqueça do protetor térmico, viu?

Faça escova

Camila Nunes
Foto: Camila Nunes (Reprodução/Instagram)

A escova é ideal para quem está no início da transição capilar. Se a extensão do seu cabelo natural ainda é muito pequena em relação à parte alisada, o melhor é escovar a raiz para que ela não fique muito alta. Há quem torça o nariz para a escova, acreditando que o processo atrapalha o retorno da curvatura natural do cabelo. Entretanto, isso não é comprovado, nem funciona igual para todas. Cada cabelo reage de um jeito. Então, se você está incomodada com a raiz alta, pode, sim, fazer escova! Lembrando sempre de usar o protetor térmico e não escovar com tanta frequência para não causar danos pelo calor ou pela tração da escova.

Invista no corte 

corte big chop
Reprodução/Pinterest

Essa é uma decisão muito importante e muito pessoal. Quem está louca para ficar livre da química pode considerar fazer o big chop, conforme já citamos. O grande corte, como o próprio nome indica, é uma técnica em que o cabeleireiro corta toda a parte alisada dos fios. Isso significa que você pode sair do salão com as madeixas muito, muito curtinhas. Mas, isso não quer dizer que você vai ficar feia; existem vários modelos que se adequam aos fios curtinhos, como o pixie, que está super na moda, o Chanel e o side cut. Porém, para quem ama cabelos longos, o ideal é fazer todos os passos acima e ir cortando aos poucos, somente as pontas, para não perder comprimento. Mas, claro, esse processo demora mais tempo; por isso, tenha paciência e disciplina para cuidar dos cabelos.

Manter os cabelos ondulados, cacheados e crespos não é moda; é valorizar o que faz parte de você! Por isso, se você quer voltar a exibir fios naturais, coragem e mãos à obra! Gostou das dicas? O que mais você faz para cuidar do cabelo em transição?

E aí, curtiu esse conteúdo? Se inscreva na nossa newsletter e fique por dentro das últimas trends e concorra a prêmios.

Para não perder nenhuma dica, não deixe de seguir a Raczum no Instagram e Facebook.


Related posts
Beleza

Day after: cuidados com o cabelo no dia seguinte

Se você tem cabelos ondulados, cacheados ou crespos, conhece bem o famoso day after, certo? Mesmo…
Read more
Beleza

Cronograma capilar: já fez o seu?

Você já ouviu falar em cronograma capilar? Os cuidados com os cabelos vão muito além da lavagem…
Read more
Newsletter
Become a Trendsetter
Sign up for Davenport’s Daily Digest and get the best of Davenport, tailored for you.

1 Comment



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

bsNh94tQSkWzQ3cDL