fbpx
Beleza

Clean beauty: o que é e como você pode adotar essa ideia

Você costuma ler os rótulos dos cosméticos que fazem parte da sua rotina de beleza? Não?! Pois é! Tão importante quanto observar o rótulo de alimentos é entender a formulação dos produtos que usamos na pele e cabelo! 

Acompanhando as mudanças do universo da beleza, o movimento clean beauty (beleza limpa) chegou para estimular o uso de produtos não tóxicos e uma comunicação clara entre os consumidores e as marcas. 

Se você ainda não começou a analisar os componentes dos seus produtos de beleza favoritos, depois deste post isso vai mudar! Vem entender mais sobre o conceito de clean beauty e como adotar o movimento em seu estilo de vida. 

O que é clean beauty?

rótulo-de-cosmético
Reprodução Unsplash

Clean beauty, traduzido como Beleza Limpa em português, é um movimento que estimula a produção e consumo de cosméticos não tóxicos, assim como uma comunicação “limpa” com o consumidor.

O movimento visa extinguir o uso de ativos maléficos à saúde dos consumidores na formulação dos produtos de beleza. 

Parabenos, sulfatos e fragrâncias sintéticas, por exemplo, são alguns dos ativos que não aparecem na formulação de produtos considerados “limpos”, pois podem causar irritações e inflamações cutâneas e até alterações hormonais. 

Além disso, a transparência é uma vertente importante para o clean beauty: os consumidores devem saber o que estão comprando. 

Ou seja, o movimento preza também pela descrição de todos os ativos que compõe a formulação dos produtos – com linguagem não técnica, para que todos entendam o que estão consumindo. 

Como saber se o produto é clean?

E o que torna um produto clean beauty? Para ser considerado um cosmético “limpo”, o produto deve atender aos seguintes pontos: 

Não utilizar ativos tóxicos

Uma das características de um produto limpo é o uso de ingredientes seguros em sua formulação. Ou seja, para fazer parte do movimento clean beauty, o cosmético não pode apresentar nenhum ativo que coloque em risco a saúde do consumidor. 

E como você pode saber se um ativo é seguro? 

Quando são testados, os produtos de beleza recebem uma classificação de toxicidade (1 a 10, sendo 1 o menos tóxico). Um cosmético clean beauty deve ter um classificação igual ou menor a 3. 

Conter a listagem de todos os ingredientes no rótulo 

Para ser considerado um produto limpo, a marca deve manter uma comunicação clara com o consumidor. Afinal, a base do clean beauty é a transparência! 

Você deve pegar um produto, ler o rótulo, e entender quais ingredientes estão presentes na fórmula e o que o cosmético pretende e pode oferecer. 

Claro que manter rótulos “transparentes” ainda é um caminho longo que a indústria da beleza precisa seguir, pois é fácil ocultar informações entre termos técnicos e nomenclaturas genéricas. 

E é por isso que o clean beauty é um movimento que está cada vez mais ganhando adeptos, consumidores que desejam consumir marcas que não enganam os usuários. 

Clean beauty x cosmético orgânico, vegano e natural

clean-beauty
Reprodução Unsplash

Ok, definição de clean beauty compreendida, vamos ao erro mais comum de quem ainda está se familiarizando com os termos do universo da beleza. 

Apesar de parecerem semelhantes, a beleza limpa não é o mesmo que a beleza orgânica, vegana ou natural

O grande foco do movimento clean beauty é eliminar o uso de ativos tóxicos em produtos de beleza, mas isso não significa que os ingredientes dos “cosméticos limpos” são apenas naturais. 

Sim, é isso mesmo: um produto clean beauty pode conter ingredientes artificiais, desde que eles não sejam tóxicos. Ou seja, não causem danos à saúde e pele dos consumidores. 

Um exemplo claro de ingrediente artificial não tóxico em produtos de beleza são os conservantes, usados para aumentar a durabilidade dos cosméticos e que não serão os causadores de irritações e inflamações cutâneas. 

Além disso, até mesmo um produto de ingredientes inteiramente orgânicos pode não ser rotulado como “limpo”, se não garante que os ingredientes usados são seguros e não irão causar reações adversas. 

Então, para não esquecer: um produto de beleza limpo pode ser orgânico, vegano ou natural, mas não é uma obrigatoriedade do conceito de clean beauty. Afinal, um ativo pode ser artificial ou de origem animal e ainda assim não ser tóxico.

Certo? Agora que você já sabe o que é o clean beauty e como você pode ficar de olho nos cosméticos que anda consumindo, que tal compartilhar este post com aquele amigo que adora experimentar novos produtos e marcas? 

Informação boa é informação compartilhada <3 

Related posts
Beleza

5 cuidados com a pele no inverno que você precisa ter

Dizem que as pessoas ficam mais elegantes no inverno. Porém, botas, casacos e cachecóis não…
Read more
Beleza

Produtos anti-idade: guia completo para escolher os seus

Dúvidas sobre qual produto anti-idade utilizar? Então fique de olho que hoje vamos apresentar…
Read more
Beleza

Cuidados com piercing: dicas para o dia a dia

Descubra a rotina ideal de cuidados com piercing para uma boa cicatrização Basta ver uma…
Read more
Quem se inscreve fica por dentro primeiro
Inscreva-se agora, e faça parte da lista vip

Ao se inscrever, você receberá conteúdos exclusivos, em primeira mão, podendo ainda concorrer a prêmios e receber vouchers e cupons que você encontra só aqui com a gente na reStyle. Vamos nessa?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

bsNh94tQSkWzQ3cDL