fbpx
Beleza

Transição capilar sem dramas!

Mudanças relacionadas à transição capilar muitas vezes podem ser tão traumáticas quanto desejadas. A transição é uma delas. Depois de anos sendo incentivadas a alisarem os cabelos, as mulheres, de algum tempo pra cá, estão sendo estimuladas a voltarem aos cachos.

Diversidade de produtos, riscos associados a alisamentos e redescoberta da autoestima de onduladas, cacheadas e crespas estão entre os motivos para muita gente querer reassumir o cabelo natural. Entretanto, passar pela transição do liso ao cacheado não é fácil. É preciso ter paciência, determinação e coragem para enfrentar o cabelo com duas texturas e as críticas.  

Por isso, vamos te dar algumas dicas para te ajudar a superar esse momento de transição capilar. 

Não troque uma química por outra 

transição capilar
Pinterest

Se você está decidida a voltar aos cachos, deve parar de usar todo tipo de química de alisamento. Mesmo as progressivas consideradas mais fracas modificam os fios. Assim, quanto mais você usar, mais lisos os fios vão ficar e, consequentemente mais distante do seu objetivo você vai estar. Sim, é difícil ver a raiz crescendo cacheada enquanto o comprimento do fio está liso, mas é assim mesmo. Também não caia no conto do vigário das desprogressivas. Elas nada mais são do que permanentes; ou seja, química! 

Use ferramentas de calor com parcimônia 

Para igualar as texturas do cabelo, muita gente aposta no uso do secador e da chapinha. Porém, as ferramentas de calor acabam por reativar a progressiva dos fios. Além disso, o uso excessivo da fonte de calor acaba provocando o alisamento térmico, que quebra as pontes de enxofre, sulfeto e salinas, que são as responsáveis pela estrutura permanente do fio. Isso faz com que o padrão dos cachos seja comprometido, demorando mais a voltar. Por isso, deixe para usar o secador quando for necessário estar bem arrumada para alguma ocasião. Aposente a chapinha; é ela que agride mais o cabelo. 

Faça penteados ou texturização 

transição capilar
Pinterest

Para lidar melhor com duas ou mais texturas que surgem na transição, os penteados são um bom truque. Rabo de cavalo, coque e tranças boxeadoras são boas alternativas. Você pode  usar um gel hidratante low ou no poo na parte presa para segurar os fios no lugar, sem frizz. Para usar os fios soltos, você pode texturizá-los, formando cachos com babyliss ou com a técnica dedo-liss, que é quando você enrola mechas finas nos dedos com um pouco de creme para pentear ou produto de styling para formar cachos bem formadinhos. 

Faça o cronograma da transição capilar 

O cronograma é uma espécie de agenda de cuidados com os cabelos e pode ser feito como uma maneira de criar uma rotina para que você não se esqueça do tratamento profundo para recuperar a saúde dos fios. Hidratar, nutrir e reconstruir são ações fundamentais para que a parte virgem das madeixas cresçam fortes e saudáveis e estejam bonitas para o momento do corte. 

Corte as partes lisas 

Tem gente que tem verdadeiro horror à expressão “big chop”, que é o grande corte, que tira toda a parte lisa do cabelo e deixa apenas o que for natural. O que apavora as meninas é deixar o cabelo bem curtinho, o que nem todo mundo gosta. Se você não é dessas, parabéns pela coragem de ficar livre da progressiva de uma vez por todas! Se não, é possível ir cortando as pontas lisas gradualmente à medida que o cabelo for crescendo. Mas não se iluda: o corte, grande ou aos pouquinhos, é necessário. 

Gostou das dicas?  Como você tem enfrentado a transição capilar? Conte pra gente! 

Quem se inscreve fica por dentro primeiro
Inscreva-se agora, e faça parte da lista vip

Ao se inscrever, você receberá conteúdos exclusivos, em primeira mão, podendo ainda concorrer a prêmios e receber vouchers e cupons que você encontra só aqui com a gente na reStyle. Vamos nessa?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

bsNh94tQSkWzQ3cDL